Os líderes da União Europeia divulgaram esta quarta-feira uma mensagem natalícia por vídeo a apelar aos cidadãos europeus que atuem com sentido de responsabilidade durante a época festiva, para que a Europa possa superar a pandemia da covid-19.

O vídeo, intitulado “Unidos contra a covid-19” e divulgado de manhã, reúne curtas mensagens do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, entre os quais o primeiro-ministro António Costa, que, com uma máscara de proteção, assume que este natal vai ser “diferente”, mas sublinhando que esse é “o melhor presente” que se pode dar “àqueles que estão na linha da frente no combate à covid”.

Com várias referências à “esperança” e “luz ao fundo do túnel” que representa a chegada da primeira vacina e múltiplos agradecimentos aos esforços dos profissionais de saúde, a mensagem vídeo dos líderes da UE é sobretudo pedagógica, com apelos aos 450 milhões de cidadãos europeus para que tenham um pouco mais de “paciência” e “não baixem a guarda” durante a época festiva, mantendo um comportamento responsável e seguindo as orientações de higiene e distanciamento social.

E se juntarmos uma equipa de 450 milhões de cidadãos para colocar o vírus sob controlo?”, começa por desafiar Charles Michel, que de seguida dá a ‘receita’: “agindo de forma responsável, praticando o distanciamento social e medidas de higiene, tomando conta dos outros e de nós próprios”.

Imediatamente depois do presidente do Conselho Europeu, seguem-se mensagem dos líderes do atual trio de presidências do Conselho da UE, formado por Alemanha (segundo semestre de 2020), Portugal (primeiro semestre de 2021) e Eslovénia (segundo semestre do próximo ano).

A melhor proteção contra a pandemia está nas nossas mãos: limitar contactos, usar máscara, manter a distância e mostrar consideração pelos outros”, afirma a chanceler alemã, Angela Merkel, que saúda também a “investigação pioneira” europeia, “que muito em breve providenciará as primeiras vacinas”, numa referência à primeira vacina a ser autorizada para uso na UE, desenvolvida pelo laboratório alemão BioNTech e pela norte-americana Pfizer.

Na sua intervenção, António Costa, o único governante a dirigir-se aos cidadãos com uma máscara colocada a cobrir a boca e o nariz, começa por dizer, apontando para a proteção, que “este natal vai ser assim: diferente”.

Este é o melhor presente que podemos dar àqueles que estão na linha da frente no combate à covid. É a melhor prenda que podemos dar aos nossos amigos e à nossa família. A todos, Bom Natal, sem covid. Protejam-se”, declara o primeiro-ministro português.

Ao longo de quase nove minutos, sucedem-se as mensagens dos restantes líderes europeus, todas no mesmo sentido, com elogios aos profissionais de saúde, notas de esperança pela chegada de vacinas e, sobretudo, apelos ao sentido de responsabilidade e solidariedade dos cidadãos europeus durante a época do Natal e Ano Novo.

A chegada da vacina faz-nos ver a luz ao fundo do túnel, mas devemos manter-nos vigilantes, sobretudo nesta época festiva, em que o melhor presente é a proteção dos nossos entes queridos”, sublinha também o chefe de Governo espanhol, Pedro Sánchez.

 

Um pouco mais de paciência e venceremos esta batalha juntos”, apela o Presidente de Chipre, Nicos Anastasiades.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 1,7 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 6.254 em Portugal.

A primeira vacina contra a covid-19 autorizada, esta mesma semana, na UE, vai começar a ser administrada ainda este ano, a partir de 27 de dezembro.

/ HCL