Um conjunto de cães ferozes matou seis crianças na passada semana no norte da Índia.

Dado o incidente, os pais começaram a manter os filhos em casa e começaram a matar os cães na zona.

As crianças têm idade entre os cinco e os 12 anos e foram atacadas quando estavam apanhar mangas ou quando saíam para ir à casa-de-banho exterior, na cidade de Sitapur, confirmou o polícia, Anand Kulkarni.  

Os residentes acreditam que os ataques começaram porque um matadouro ilegal fechou ali na zona, deixando assim os cães mais agressivos por não encontrarem comida. 

As escolas têm registado falta de alguns dos alunos. E tendo em conta o incidente, os pais foram aconselhados acompanhar os filhos no caminho de casa para a escola. 

De acordo com o The Guardian, na sexta-feira, uma rapariga de sete anos chamada Gita tinha saído com outras duas crianças para apanhar mangas quando foram atacadas. As outras duas crianças conseguiram fugir, mas Gita ficou rodeada pelos cães. A rapariga gritou e conseguiu que os residentes percebessem, mas na altura que chegaram ao local, já era tarde e Gita já estava morta. 

Nós ainda sugerimos que não deveriam sair para brincar nos próximos dias, até estes cães serem apanhados", alertou o Magistrado de Sitapur, Harshdeo Pandey. 

Desde o mês de novembro que se registaram cerca de 12 mortes resultantes do ataque dos cães.