Um australiano foi detido pela polícia por crimes relacionados com pedofilia, depois de se fazer passar pelo cantor Justin Bieber nas redes sociais para aliciar crianças.

O homem de 42 anos operava nas redes sociais com contas falsas do cantor, para pedir fotografias íntimas às vítimas.

O suspeito, que já estava a ser investigado pelas autoridades australianas, foi detido depois de a polícia ter descoberto pornografia infantil em sua casa.

A investigação demonstra a vulnerabilidade das crianças que utilizam redes de sociais e aplicações de comunicação e o alcance global que os suspeitos de abusos sexuais infantis têm em seduzir as vítimas", disse à CNN John Rouse, inspetor da polícia de Queensland.

 

O agente da polícia sublinha que "o facto de tantas crianças poderem acreditar que estavam a falar com essa celebridade em particular, destaca a necessidade de repensarmos na forma como nós, como a sociedade educa os nossos filhos sobre a segurança online".