Um adolescente de 18 anos foi condenado esta quinta-feira a 65 anos de prisão por matar a namorada, uma menor de 17 anos grávida de seis meses.

O crime aconteceu no estado do Indiana, nos Estados Unidos.

Aaron Trejo foi preso em dezembro de 2018 depois de a polícia ter encontrado o corpo de Breana Rouhselang, estudante no liceu de Mishawaka, morta dentro do lixo.

Trejo confessou o crime em outubro de 2019 e a juíza, Elizabeth Hurley, ordenou a sua condenação por um crime de homicídio e um crime de infanticídio.

 

Breana Rouhselang

 

Durante o interrogatório com a polícia, Trejo admitiu que tinha discutido agressivamente com a vítima devido à sua gravidez, sublinhando que Breana “não lhe contou que estava grávida a tempo de o bebé ser abortado”.

Tomei uma decisão. Tirei-lhe a vida”, disse a um dos detetives da polícia do Indiana.

Segundo o tribunal, o ex-jogador de futebol americano esfaqueou várias vezes a menor no coração com uma faca que tinha trazido de casa.

Tiraste-lhe a vida da forma mais selvagem de que alguma vez vi”, disse a juíza durante o julgamento.