A polícia croata divulgou a fotografia de uma mulher que fala um "inglês perfeito", mas que é incapaz de se identificar e que não sabe como foi parar ao sítio onde foi encontrada numa zona rochosa da ilha de Krk.

Segundo o website 24Sata, a mulher, que terá cerca de 60 anos, foi vista pela primeira vez por um pescador na manhã de domingo. Estava sentada numa rocha perto da vila de Soline e foi encontrada com cortes e outros ferimentos na cara e corpo.

O pescador acabou por alertar a polícia, que emitiu um alerta de emergência para o salvamento da mulher.

As autoridades locais acrescentaram que a mulher estava a utilizar um boné cor-de-rosa, um top às riscas e umas calças escuras. Consigo não tinha nenhum documento ou telefone que permitissem fazer a identificação.

Acredita-se que esta mulher possa ter estado várias noites sozinha na zona, normalmente habitada por ursos e javalis. Quando foi encontrada estava fraca e desidratada, sendo depois levada para um hospital de Rijeka.

É mesmo muito estranho que ela estivesse ali. É um local extremamente inacessível, com rochas afiadas, literalmente como navalhas que cortam as solas dos sapatos", revelou a um website croata um popular.

Outro habitante da ilha afirmou que aquela zona seria impensável de alcançar a nado para uma "pessoa normal", sendo que os locais afirmam que a mulher não devia estar hospedada em Soline, uma vez que não foi vista na vila, que é bastante pequena.

A polícia procura agora nos registos dos hotéis e nas participações de pessoas desaparecidas, tentando perceber o que realmente aconteceu e quem é a mulher da fotografia.

A zona de Krk é um popular destino turístico para muitos europeus, sendo uma das maiores ilhas da Croácia, com 20 mil habitantes.

António Guimarães