Dezenas de passageiros tiveram que sair pelas saídas de emergência de um avião da Delta Airlines, por causa do fumo intenso que invadiu a cabine durante a aterragem, esta terça-feira, no Aeroporto Internacional de Denver. No Twitter, há relatos de passageiros, que dão conta que um bebé foi o último passageiro a sair do interior do avião

A companhia aérea fez um comunicado, no qual lamenta o sucedido e garante que a segurança dos passageiros continua a ser a sua "principal prioridade", segundo conta a Fox Denver

O voo fazia a ligação de Detroit para Denver, nos EUA, e transportava 146 passageiros. Assim que aterrou no Aeroporto Internacional de Denver, um fumo intenso começou a invadir o interior do avião, facto provocou pânico entre os presentes. 

O fumo começou a entrar pelas aberturas assim que aterramos. Ficamos um bocado tontos e não ninguém nos deu nenhuma indicação sobre o que fazer. Cheirava a incêndio elétrico." escreveu a passageira Rachel Nafltel, nas redes sociais

 

As imagens partilhadas nas redes sociais mostram o avião a ser evacuado e os passageiros a saírem por uma das janelas e a descerem pela asa do avião, com a ajuda uns dos outros. 

 

 

 

De acordo com testemunhas citadas pela CNN, as máscaras nunca chegaram a ser ativadas, apesar do fumo intenso. A tripulação tentou manter a calma entre os passageiros, enquanto se procedia à evacuação. De acordo com a Fox, os passageiros foram instruídos pela tripulação a tapar a face com alguma coisa e a caminhar o mais perto do chão possível. 

Apesar do susto, todos os passageiros conseguiram sair em segurança, havendo apenas relatos de ferimentos ligeiros e inalações de fumo. Foram posteriormente transportados para o terminal do aeroporto num autocarro.