Dois passageiros de um voo da companhia aérea Delta abriram a porta de emergência da cabine para sair do avião pouco antes deste descolar.

Os dois passageiros, que viajavam com um cão, terão decidido sair "de emergência" do avião porque um deles sentiu que "não aguentava mais" e que "ia perder o controlo".

O incidente ocorreu na segunda-feira durante um voo que tinha como destino aeroporto nova-iorquino de LaGuardia. 

Antonio Murdock, de 31 anos, e Brianna Greco, de 23, da Flórida enfrentam acusações de invasão criminosa de terceiro grau, de acordo com a Autoridade Portuária de Nova Iorque e Nova Jersey.

Murdock foi ainda acusado de danificar criminosamente o avião e de colocar em risco a saúde dos seus passageiros.

Esta terça-feira, em tribunal, as autoridades deram conta do testemunho de uma assistente de bordo que foi empurrada por Murdock enquanto este se dirigia para a porta de emergência.

Segundo este testemunho, o homem terá agarrado no cão e saído do avião utilizando o escorrega de emergência. A assistente de bordo terá informado, depois, as autoridades de que não existiam quaisquer indícios de perigo a bordo.