Os comandantes das três forças militares do Brasil, Exército, Marinha e Aeronáutica, informaram em conjunto hoje ao novo ministro da Defesa, Walter Braga Neto, que deixarão os seus cargos, num gesto inédito na história do país.

Numa breve nota, o Ministério da Defesa informou que “os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica serão substituídos”.

“A decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira, com presença do ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo, e dos comandantes das Forças”, acrescentou o mesmo comunicado.

Assim, o general Edson Pujol deixa o comando do Exército, o tenente-brigadeiro do Ar Antonio Carlos Bermudês sai do comando da Aeronáutica e o almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior deixa a liderança da Marinha.

A decisão ocorre um dia depois de o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, demitir o general Fernando Azevedo e Silva do comando do Ministério da Defesa, numa reforma ministerial que contou com a troca de comando em seis pastas do Governo.

/ CP