O candidato republicano Dennis Hof conquistou um lugar na assembleia estadual do Nevada nas últimas eleições nos Estados Unidos, mesmo estando morto há três semanas.

E os eleitores sabiam. Morreu no mês passado durante o sono, dois dias depois da festa que marcou o seu 72.º aniversário.

Dennis Hof derrotou o candidato democrata, Lesia Romanov, com 68% dos votos. Ele que se apresentou como proxeneta.

E os eleitores sabiam. É o conhecido dono de vários bordéis no Nevada, o Bunny Ranch, onde a prostituição é legal, e protagonista de um programa televisivo, que inclusive chegou a passar em Portugal.

Mas como foi isto possível?

A imprensa norte-americana explica. À data da sua morte, 16 de outubro, era demasiado tarde para alterar o nome de Dennis Hof nos boletins. Por isso, os republicanos do Nevada apelaram ao voto no candidato morto, de modo a que aquele assento não fosse parar às mãos dos democratas.

Segundo a lei daquele estado, se um candidato que tenha morrido for eleito, o partido vencedor pode designar alguém para o substituir.