O governo de Malta quer de volta o presente pré-histórico que David Attenborough ofereceu ao príncipe George, de sete anos.

O naturalista britânico ofereceu um dente de tubarão fossilizado a George, mas o executivo maltês está determinado em recuperar o pedaço de história natural com cerca de 23 milhões de anos.

O fóssil foi descoberto por Attenborough no final da década de 60, durante umas férias em Malta, informou o Palácio de Kensigton. Segundo, ainda, a família real, George recebeu o dente de tubarão no sábado, por ocasião de uma visualização privada do mais recente documentário do histórico apresentador da BBC

Para Malta, o fóssil tem de estar em exibição onde foi descoberto, ou seja, na sua ilha.

Há alguns artefactos que são importantes para o património natural maltês, que acabaram fora do país e merecem ser recuperados", disse o ministro da Cultura José Herrera, citado pelo Times of Malta.

O governante não explicou, porém, como pretende recuperar o dente de tubarão. 

Damos muita atenção aos artefatos históricos e artísticos. No entanto, nem sempre é o caso quando se trata da nossa história natural. Estou determinado a mudar esta atitude", prometeu Herrera.

Malta, recorde-se, foi uma colónia britânica até 1964. O fóssil encontrado por David Attenborough pertence a uma espécie já extinta de tubarão - Megalodonte, que podia atingir os 16 metros de comprimento.

Catarina Machado