Os Estados Unidos ofereceram hoje ajuda à Rússia para combater a despoluição de um rio no Ártico após a fuga de combustível que ocorreu em 29 de maio.

Apesar das divergências, os Estados Unidos estão prontos a ajudar a Rússia para parar esta catástrofe ambiental e a fornecerem a sua experiência nesta área”, disse o secretário de Estado Mike Pompeo.

Em 29 de maio, um reservatório de diesel de uma central térmica, que pertence ao gigante do setor mineiro Norilsk Nickel, ruiu perto da cidade de Norilsk, provocando uma fuga de 15 mil toneladas de hidrocarbonetos nos cursos de água e 6 mil toneladas nos terrenos circundantes.

Esta é a pior catástrofe ecológica nesta região e é visível do espaço.

As equipas de resgate estão a trabalhar para tentar limitar os danos, num contexto complicado devido às dificuldades de acesso, motivado pela pouca profundidade do rio, que impede as operações de barco, e pelos terrenos pantanosos que se registam durante a primavera.

Na sexta-feira, uma semana após a ocorrência, as autoridades russas garantem ter parado a progressão dos hidrocarbonetos, em particular no rio Ambarnaïa.

/ BC