Subiu para 79 o número de mortos do incêndio de grandes dimensões que ainda está ativo na Califórnia. De acordo com o último balanço das autoridades do condado de Butte, cerca de 700 pessoas estão também desaparecidos naquele Estado norte-americano.

O anterior balanço do fogo mais mortífero e destruidor da história da Califórnia apontava para 77 mortos e 993 desaparecidos.

Os bombeiros que lutam contra as chamas há quase duas semanas informaram que esperam ter o fogo completamente controlado até ao final deste mês, num momento em que 70% do incêndio está contido.

De acordo com as previsões meteorológicas, na quarta-feira vão chegar as primeiras chuvas à região, extremamente seca e onde não chove há meses.

O xerife do condado de Butte, Kory Honea, deu ênfase à descida do número de pessoas desaparecidas e lembrou que muitas que integram a lista podem estar em segurança.

O incêndio naquele condado, entretanto batizado de "Camp Fire", começou a 8 de novembro, tendo destruído por completo a cidade de Paradise, de 27 mil habitantes, e queimado mais de 15 mil edifícios.