Uma adolescente alegadamente drogada e sequestrada pelo pai, no estado norte-americano do Tennessee, foi encontrada, esta sexta-feira, no estado do Alabama, depois de ter estado desaparecida quase dois anos.  

A descoberta acidental de Daphne Westbrook aconteceu na cidade de Samson, a 160 quilómetros do local onde foi originalmente dada como desaparecida, após a polícia ter mandado parar o carro que conduzia devido a um farol avariado.

De acordo com as autoridades, os polícias que a encontraram perceberam quem era a jovem no momento em que foram pesquisaram o nome da jovem nos computadores que trazem a bordo do veículo de patrulha. Segundo a jovem, Daphne estaria a dirigir-se para a praia com o seu cão no momento em que foi descoberta.

Parecia estar bem. Disse que estava a ir para a praia para se divertir. Ela disse que tinha acabado de fazer 18 anos e era uma pessoa livre”, relatou o chefe do departamento da polícia da cidade de Samsn, Jimmy Hill, em declarações ao site AL.com.

A jovem foi dada como desaparecida em Chattanooga, no estado do Tennessee, em outubro de 2019 e as autoridades dizem acreditar que o seu pai, John Westbrook, a deteve contra a sua vontade, mantendo a jovem sob o efeito de drogas.

A polícia garante que vai continuar as buscas por John Westbrook, na esperança de o conseguir levar à justiça. Quanto à jovem, as autoridades consideraram que esta “não se encontrava em perigo” e, por ser maior de idade, deixaram-na seguir em liberdade.

Redação / JGR