De Paulo Gonçalves a Diego Maradona, sem esquecer Kobe Bryant, o mundo do desporto ficou mais pobre em 2020.

Depois das mortes em janeiro do piloto português Paulo Gonçalves, no Dakar, e da estrela da NBA Kobe Bryant, num acidente de helicóptero, novembro chegou mais frio que o habitual, levando um astro do futebol na terra.

Quando a 3 de novembro, um adepto com a camisola de Maradona tatuada nas costas aguardava junto a uma clínica de Buenos Aires, na Argentina, onde o antigo jogador foi operado, no início de novembro, a um coágulo no cérebro, jamais imaginaria que a esperança daria lugar ao luto três semanas depois.

Ficou a eternidade à flor da pele.

Na galeria associada a este artigo está uma seleção das melhores fotos de 2020 para a agência noticiosa Associated Press.

Catarina Machado