O casamento de Kim Kardashian e Kanye West pode estar próximo de chegar ao fim, de acordo com fontes próximas do casal. O casal estará a viver separado há já alguns meses, noticia a imprensa norte-americana.

Notícias recentes davam conta de que Kardashian teria contratado Laura Wasser, uma advogada especializada em divórcios, que trabalhou com Kim no seu divórcio de Kim Humphries, ex-jogador da NBA, em 2013. No entanto, a celebridade estará apenas a aconselhar-se com a especialista.

Eles estão a viver separados nos últimos meses. Tiveram sessões de terapia de casal e discutiram a ideia de um divórcio, que se mantém em cima da mesa”, revelou uma fonte próxima do casal à estação televisiva CNN.  

Kanye West estará a morar sozinho no seu rancho no Wyoming, ao passo que a mulher e os quatro filhos estão na Califórnia.

Recorde-se que as duas estrelas casaram em 2014, numa extravagante cerimónia em Itália, dois anos depois de ter assumido publicamente a relação. O casal, que se conheceu no início dos anos 2000, tem quatro filhos.

Em 2013, nasce North West, a primeira filha do casal. Em 2015, nasce o primeiro rapaz, Saint, seguido de uma menina, chamada Chicago, em 2018. O mais recente filho do casal é um rapaz chamado Psalm, nascido em 2019.

Kanye West, diagnosticado com bipolaridade, tem protagonizado vários momentos caricatos, nos últimos anos. Desde o seu anunciado apoio ao presidente Donald Trump, à sua própria campanha presidencial.

Eu entendo que o Kanye está sujeito a críticas porque ele é uma figura pública e as suas ações às vezes podem causar fortes opiniões e emoções”, escreveu Kim num comunicado partilhado nas redes sociais.

Ele é uma pessoa brilhante, mas complicada, que, além das pressões de ser um artista e um homem negro, viveu a dolorosa perda de sua mãe e tem que lidar com a pressão e o isolamento, que são intensificados por seu transtorno bipolar. Aqueles próximos de Kanye conhecem o seu coração e entendem as suas palavras, que às vezes não se alinham com suas intenções. ", frisou.