O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na noite de quinta-feira que nomeou o advogado David Friedman para representar o país perante o Governo de Israel.

David Friedman foi um dos principais conselheiros de Donald Trump para as relações com Israel, refere o comunicado oficial da equipa de transição que deu conta desta nomeação.

O futuro representante do Governo de Washington em Israel “vai manter a relação especial entre os nossos dois países”, disse Trump em comunicado citado pela agência Efe.

Todos os embaixadores norte-americanos designados pela Presidência dos Estados Unidos necessitam de ser confirmados pelo Senado.

Friedman, de 57 anos, é atualmente sócio fundador de uma empresa de advogados com cerca de 300 advogados e que nos últimos 35 anos se especializou em litígios e falências, segundo o comunicado oficial.

O comunicado indica que com esta nomeação, Trump reafirma o compromisso para impulsionar as relações entre os dois países e garantir que entre ambas as nações "haverá uma extraordinária cooperação estratégica, tecnológica, militar e ao nível dos serviços secretos".

Sob o mandato de Trump, que começa a 20 de janeiro de 2017, "a relação entre os Estados Unidos e Israel será um modelo de cooperação e respeito", acrescenta o comunicado.

Redação / AR