Santos da casa, já se sabe... Mas, no caso, Donald Trump terá escolhido mal o exemplo que deu para justificar a sua ideia de que o Acordo climático de Paris prejudica os norte-americanos e a economia do país, daí ter decidido rasgá-lo.

Fui eleito pelos votantes de Pittsburgh, não de Paris. Prometi que saía ou renegociaria qualquer acordo que não sirve os interesses dos Estados Unidos", disse Trump no discurso, algo que o seu porta-voz Sean Spicer fez questão de colocar na sua conta no Twitter.

Só que, pelo mesmo canal do Twitter , o presidente da câmara de Pittsburgh, cidade do Estado da Pensilvânia, com cerca de 300 mil habitantes, resolveu de imediato dar troco à frase de Trump.

Bill Peduto tem 52 anos. Foi eleito pelos Democratas e enquanto autarca de Pittsburgh respondeua Trump à letra: "Posso assegurar que seguirei as linhas mestras do Acordo de Paris para a nossa gente, a nossa economia e futuro".

E como se um tiro de resposta não chegasse, o presidente da cidade de Pittsburgh voltou a disparar sobre o presidente, em particular a frase "fui eleito pelos votantes de Pittsburgh". Lembrou que, nas últimas eleições, 80% dos eleitores preferiram Hillary Clinton.