O realizador Michael Moore apelou, este sábado, a Donald Trump para que se demita, mesmo antes de ser empossado. Moore juntou-se aos manifestantes que, em Nova Iorque, protestaram contra Trump.

Michael Moore conseguiu entrar na Trump Tower e sublir as escadas rolantes. Mas foi travado por seguranças e acompanhado à saída. Não deixou o edifício sem escrever um bilhete para Donald Trump.

Senhor Trump estou aqui. Quero falar consigo”, escreveu.

 

Você perdeu. Afaste-se”

 

Depois de escrever o bilhete, saiu do edifício e juntou-se aos manifestantes, relatando os protestos nas redes sociais.

Estou no meio de milhares – dezenas de milhar? – de eleitores americanos, do lado de fora da Trump Tower, pedindo que resigne. Ele teve menos votos”, escreveu no Twitter.

 

Depois de Donald J. Trump ter sido eleito 45º Presidente dos Estados Unidos, milhares de pessoas têm protestado nas ruas. O republicano teve menos votos do que Hillary Clinton, mas pelo sistema de representatividade norte-americano foi ele quem venceu as eleições. 

Portland, no estado do Oregon, foi dos casos mais críticos em termos de manifestações. A violência tomou conta da cidade. Houve este sábado um tiroteio na ponte Morrison, uma pessoa foi baleada e o suspeito fugiu. 

Entretanto, Donald Trump já fez as primeiras cedências e admite, por exemplo, manter o plano de sáude Obamacare, quando até aqui vinha ameaçando rasgá-lo. Apesar de voltar atrás nas suas promessas, isso não está a acalmar os protestos.