O Presidente chinês, Xi Jinping, e o futuro homólogo norte-americano, Donald Trump, concordaram hoje reunir-se "em breve" para discutir a relação entre os dois países, noticiou a televisão estatal CCTV.

Numa conversa por telefone, os dois líderes "prometeram manter um contacto próximo, construir boas relações de trabalho e reunir em breve para uma troca de opiniões em assuntos de interesse mútuo", indicou o canal.

Durante a campanha eleitoral, o país asiático foi um dos alvos preferidos do magnata nova-iorquino, que acusou a China de "manipulação da moeda", ou "batotice" e ameaçou taxar os produtos chineses em 45%.

Mas para o Presidente chinês, a cooperação é a melhor decisão para ambos.

Os factos provam que a cooperação é a única via correta para a China e EUA", disse Xi Jinping a Donald Trump.

Segundo a CCTV, Xi Jinping também aproveitou para felicitar Trump pela vitória nas presidenciais norte-americanas, felicitação que surge quase uma semana depois das eleições, realizadas a 8 de novembro.