Donald Trump usou mais uma vez as redes sociais para fazer ameaças. Depois de ter deixado um “recado” à China por causa da polémica em torno das negociações comerciais, o presidente dos EUA alertou o Irão que uma guerra com entre os dois governos seria “o fim oficial” do país do Médio Oriente.

Trump deixou claro que, caso um conflito irrompa entre os dois países, o Irão será totalmente edestruído.

Se o Irão quiser lutar, será o fim oficial do Irão. Nunca mais ameacem os Estados Unidos novamente!”, pode ler-se na publicação.

 

O “tweet” foi motivado por uma mensagem do líder dos Guardiães da Revolução, Hossein Salami, que tinha dito, horas antes, que o Irão não teme uma guerra, ao contrário dos Estados Unidos.

Para além disso, Hossein Salami garantiu ainda que as forças iranianas apenas planeiam uma resposta estratégica, mas que quando a ameaça se aproxima é também preciso entrar em ação “em termos operativos”.

Contudo, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif, declarou no sábado, que não vai haver guerra no país.

Não vai haver guerra porque nem nós queremos uma guerra, nem ninguém tem a ideia ou ilusão de que pode confrontar o Irão na região”, disse Zarif, numa visita a Pequim, segundo a agência iraniana IRNA.

A tensão entre os EUA e o Irão tem aumentado nos últimos dias, depois de o executivo de Trump ter enviado para o Golfo Pérsico um navio de assalto anfíbio, um porta-aviões e caças-bombardeiro.

Washington anunciou ainda a retirada de parte do pessoal diplomático das representações diplomáticas de Bagdad e Erbil, no Iraque, sem justificação aparente, mas frisando que que havia informação concreta sobre um plano de ataque do Irão a alvos americanos.