O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou este domingo que os Estados Unidos da América (EUA) estão prontos para agir sozinhos caso a China não aumente a pressão contra o programa nuclear norte-coreano.

Donald Trump falava ao jornal Financial Times dias antes de receber o Presidente chinês, Xi Jinping, com quem assegurou que vai discutir a Coreia do Norte.

A China tem uma grande influência sobre a Coreia do Norte. E a China é que vai decidir se nos ajuda com a Coreia do Norte ou não", afirmou.

Caso a China não o faça, os Estados Unidos são completamente capazes de impedir que a Coreia do Norte desenvolva armas nucleares capazes de atacar os norte-americanos, como o regime de Pyongyang reiteradamente ameaça, garantiu o presidente dos EUA.

Questionado sobre como o faria, Donald Trump não se pronunciou, afirmando apenas que não faria como "os Estados Unidos de antes, que anunciavam onde iam atacar no Médio Oriente".

Donald Trump invocou as trocas comerciais com a China como incentivo para Pequim fazer o que Washington quer.

Embora a China seja um aliado diplomático e económico da Coreia do Norte, Pequim afirma que a influência que tem sobre o regime liderado por Kim Jong Un é limitada.

/ AR