O presidente dos EUA, Donald Trump, disse esta terça-feira que está preparado para injetar dinheiro pessoal na sua campanha, se tal for necessário na reta final das eleições presidenciais, marcadas para 3 de novembro. 

“Se tal for necessário, assim o farei”, disse Trump aos jornalistas, sobre a possibilidade de usar fundos pessoais na sua campanha eleitoral, em que defrontará o rival democrata Joe Biden, que recolheu mais apoios financeiros do que o recandidato republicano e que leva vantagem na maioria das sondagens.

“Temos absolutamente que vencer”, acrescentou Trump, que se tem recusado a revelar as suas declarações de impostos e cuja fortuna pessoal está envolta em mistério.

Joe (Biden) não tem força. Ele não tem capacidade mental”, disse Trump, referindo-se ao seu adversário.

Já antes, o presidente norte-americano tinha defendido um forte investimento na campanha, durante a primavera e durante o verão.

“A minha equipa de campanha gastou muito dinheiro no início, para combater as histórias e as notícias falsas sobre a forma como estamos a gerir o vírus chinês”, justificou Donald Trump, referindo-se ao facto de as sondagens indicarem que a maioria dos norte-americanos não estar satisfeita com a gestão da pandemia de covid-19 pelo Governo.

/ SS