Donald e Melânia Trump estiveram em El Paso, no Texas, onde no fim de semana passado um homem matou 22 pessoas a tiro. O casal tirou uma foto com um bebé que ficou órfão no tiroteio e as críticas não se fizeram esperar.

A mulher do presidente norte-americano usou o Twitter para partilhar as imagens e rapidamente começaram as chegaram as críticas que deram origem à polémica.

Foi precisamente a foto em que Donald e Melania surgem com o bebé ao colo que mereceu mais opiniões negativas. O facto de Trump estar a sorrir enquanto faz um sinal com o polegar para cima não está a ser bem recebido pela comunidade online.

Paul, o bebé que ficou órfão, sobreviveu com pequenas lesões porque os pais o protegeram das balas, acabando eles por morrer.

A mãe, Jordan, de 25 anos, foi baleada enquanto segurava o filho nos braços. Com base nos ferimentos do bebé, pensa-se que o casal o tenha escudado das balas.

No hospital, Donald Trump não visitou todos os sobreviventes do ataque de sábado num supermercado do Walmart. Cinco deles recusaram mesmo ser visitados pelo presidente.

De acordo com o The Guardian, o sentimento não é comum a todos. O tio do bebé, que aparece na fotografia ao lado de Trump, ficou satisfeito com a visita o casal, sendo ele um assumido apoiante. Ao que tudo indica, também o era o pai de Paul, Andre Anchondo.

Morreram pelo menos 30 pessoas em tiroteios nos Estados Unidos durante o fim-de-semana passado. Além do ataque de El Paso, um outro tiroteio matou nove pessoas em Dayton, no Ohio.

Depois de muitas críticas, Donald Trump pediu um maior controlo no acesso às armas.