Donald Trump declarou, esta segunda-feira, numa conferência de imprensa que conseguiria ganhar a guerra com o Afeganistão numa semana, mas que não quer “matar 10 milhões de pessoas”.

Eu podia ganhar esta guerra numa semana, só não quero matar 10 milhões de pessoas. Tenho planos para o Afeganistão e, se quisesse ganhar esta guerra, o Afeganistão seria limpo da face da Terra. Desapareceria. Terminaria, literalmente, em dez dias. E eu não quero seguir esse caminho”, afirmou o presidente dos EUA.

As declarações foram feitas depois do encontro entre Trump e Imran Khan, o primeiro-ministro do Paquistão, na Casa Branca. A guerra com o Afeganistão foi o tema mais preponderante da agenda.

O presidente norte-americano disse que não quer seguir o caminho da guerra com o Afeganistão também porque as negociações com os talibãs estão a correr de forma favorável. Para além disto, Imran Khan considerou que não existe nenhuma solução militar para o problema, mas que nunca se esteve tão perto de um acordo de paz com o Afeganistão.

De acordo com a ABC News, o apoio do Paquistão é crítico para a administração de Trump terminar o envolvimento militar dos EUA no Afeganistão, que já se tornou na maior guerra da História norte-americana.