O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu ao antigo diretor do FBI, James Comey, para encerrar a investigação sobre a ligação entre o conselheiro de segurança da Casa Branca Michael Flynn e a Rússia. A informação está a ser avançada pelo The New York Times, que cita um memorando de James Comey. 

Espero que possa deixar passar", terá dito Trump a Comey, de acordo com duas pessoas que leram o memorando, citadas pelo The New York Times

De acordo com o jornal, Comey escreveu este memorando, detalhando a reunião com Donald Trump, logo após o encontro, que teve lugar no dia seguinte à demissão de Flynn. O The New York Times sublinha que não teve acesso ao memorando todo, mas que uma pessoa próxima de James Comey leu partes do memorando a um repórter do jornal. 

Espero que consiga ver isto claramente de forma a seguir adiante, de forma a deixar Flynn em paz. (...) Ele é um bom tipo. Espero que possa deixar passar isto", terá dito Trump ao então diretor do FBI, considerando que Flynn não fez nada de mal. 

Sobre abafar a investigação, Comey nada terá dito a Trump. A resposta terá sido simplesmente: "Concordo que ele é um bom tipo". 

A Casa Branca já emitiu um comunicado, negando as versões que constam do documento do antigo diretor do FBI. "O presidente nunca pediu ao senhor Comey ou a qualquer outra pessoa para por fim a qualquer investigação envolvendo o general Flynn", diz a Casa Branca. 

O presidente tem o maior respeito pelas nossas forças da lei e por todas as investigações."

"Este não é um retrato verdadeiro ou exato da conversa entre o presidente e o senhor Comey", acrescenta ainda o comunicado da Casa Branca.