A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou esta segunda-feira que o convite para o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, visitar este ano o Reino Unido “se mantém”, apesar dos protestos públicos contra as medidas migratórias impostas por Washington.

Theresa May emitiu estas declarações depois de se reunir em Dublin com o homólogo irlandês, Enda Kenny, para discutir a situação dos respetivos países perante a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Na conferência de imprensa à saída do encontro, Kenny indicou que o Governo irlandês está em “desacordo” com a política de imigração de Trump, ao passo que May disse que Londres tem “uma abordagem diferente” e, embora sem mais pormenores, confirmou que a visita do chefe de Estado norte-americano prevista para este ano “se mantém”.