Os príncipes William e Harry emitiram esta segunda-feira um comunicado conjunto para desmentirem uma notícia sobre a relação entre ambos e respetivas famílias.

O jornal britânico The Times, citando uma fonte anónima, escreveu que Harry e a mulher Meghan se tinham afastado da família real devido a uma atitude de "bullying" por parte do irmão mais velho de Harry, o príncipe William, que não teria acolhido bem a norte-americana com quem Harry se casou em 2018. 

Apesar de claros desmentidos, um jornal do Reino Unido publicou hoje uma história falsa especulando sobre a relação entre o Duque de Sussex e o Duque de Cambridge", lê-se no comunicado. 

Para irmãos que se preocupam tanto com as questões da saúde mental, o uso desta linguagem inflamatória é ofensivo e potencialmente prejudicial", refere a mesma nota.

Recorde-se que, esta segunda-feira, a família real britânica se reúne para analisar os próximos passos perante a vontade dos duques de Sussex de se afastarem da Casa de Windsor: a rainha Isabel II convocou uma reunião de emergência com o núcleo duro da família real para abordar o futuro papel na monarquia de Harry e Meghan.

De acordo com a imprensa britânica, será o primeiro frente a frente do príncipe Harry, de 35 anos, com a avó, depois de ter anunciado a vontade de ter a sua “independência financeira” com a mulher Meghan, e de viver uma parte do ano na América do Norte.

Além de Harry, vão estar presentes na residência da rainha em Sandringham o príncipe William e o pai, o príncipe Carlos, herdeiro da coroa, enquanto Meghan participará por telefone desde o Canadá, segundo informou no domingo um porta-voz do Palácio de Buckingham.

Harry e a mulher anunciaram a intenção de “recuar” dos deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido, para se tornarem “financeiramente independentes”, tendo o Palácio de Buckingham dito que essas são questões "complicadas".

Depois de muitos meses de reflexão e discussões internas, decidimos fazer uma transição este ano para começarmos a construir um novo papel progressivo nesta instituição. Queremos recuar enquanto membros seniores da família real [do Reino Unido] e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes”, declararam os duques de Sussex, numa publicação feita através da conta do casal na rede social Instagram.

/ BC