Um ataque com um machado fez cinco feridos esta quinta-feira à noite na estação de comboios de Dusseldorf, na Alemanha. Entre os feridos encontra-se o suspeito do ataque, que já foi detido pela polícia. 

Inicialmente, a imprensa alemã avançou que tinham sido detidos dois indivíduos, mas esta a informação foi depois corrigida.

A porta-voz da polícia de Dusseldorf, Anja Kynast, afirmou à Associated Press que o suspeito ficou ferido sem adiantar a gravidade dos ferimentos. O indivíduo tem 36 anos e terá "distúrbios mentais". 

As autoridades estiveram a fazer buscas na região à procura de possíveis suspeitos com ligações ao ataque, mas não houve mais detenções. 

Após o ataque, foi montado um perímetro de segurança dentro da estação e vários veículos de emergência foram mobilizados para o local.

Testemunhas no local afirmam que havia várias pessoas feridas e deitadas no chão. Nas redes sociais, os utilizadores têm partilhado imagens da estação.

A TVI falou com um português que estava num comboio que chegava à estação, mas que acabou por ser desviado. Bruno Macedo contou o que se passou naqueles instantes em que o comboio esteve parado.

"O comboio para de repente. Por norma já estamos habituados, acabamos por não ligar muito. A rapariga que estava ao meu lado disse 'não a coisa é seria'. (...) O ambiente geral foi calmo, não vimos ninguém exaltado."

O português partilhou um vídeo no Facebook no momento do ataque.    

/ atualizada às 01:13