O navio de transporte de contentores "Even Given", que encalhou no Canal de Suez em março, está de volta aos mares, informaram as autoridades egípcias.

150 dias depois de ter ficado atravessado no canal do Egipto, bloqueando o tráfego marítimo por seis dias, a embarcação vai retomar a atividade. 

O navio fez a passagem artificial de águas, acompanhado por dois reboques, na sexta-feira, dia 20 de agosto.

O presidente da Autoridade do Canal de Suez, almirante Osama Rabie, afirmou, em comunicado, que a embarcação de 400 metros cruzou o canal com sucesso.

A nota acrescenta que “A passagem do navio Ever Given na sua 22ª viagem, através do canal, reflete a confiança desfrutada pelo Canal de Suez, sendo a rota marítima mais curta e rápida conectando Leste e Oeste, e também demonstra as boas relações entre a Autoridade do Canal de Suez e os japoneses. Empresa proprietária do navio ", disse Rabie.

A embarcação ficou encalhada no canal a 23 de março, durante uma tempestade de areia, o que dificultou a visibilidade. Em julho, a autoridade responsável pelo canal e a Shoei Kisen, empresa proprietária da embarcação, chegaram a um acordo.

Acredita-se que a empresa japonesa pagou cerca de 550 milhões de dólares em danos causados ​​ao canal, pelo bloqueio de seis dias durante o qual centenas de navios não puderam navegar nem pagar as taxas correspondentes.

Segundo a EFE, o canal de Suez e as autoridades egípcias não assumiram qualquer responsabilidade do acidente.
 

Redação / IM