A secretária dos Transportes do governo dos Estados Unidos apresentou esta quinta-feira a sua demissão do cargo, na sequência da invasão de apoiantes de Donald Trump ao Capitólio, ocorrida na quarta-feira. Elaine Chao é a primeira grande figura da administração Trump a cair na sequência do caso.

Elaine Chao era o equivalente a um ministro dos Transportes, e é o primeiro membro do Gabinete Presidencial a deixar a administração.

Através da sua conta oficial na rede social Twitter, a governante demissionária afirma que "o país experienciou um acontecimento tráumatico e altamente evitável".

A decisão de Elaine Chao tem efeitos a partir da próxima segunda-feira, dia 11 de janeiro.

Esta poderá não ser a única consequência dos violentos protestos que ocorreram junto ao Congresso norte-americano, e que acabaram com uma invasão ao edifício quando os congressistas confirmavam a eleição de Joe Biden.

O líder dos democratas no Senado, Chuck Summer, já veio pedir ao vice-presidente Mike Pence que invoque a 25.ª emenda para que Donald Trump deixe o cargo imediatamente, ameaçando que o Congresso vai avançar para um processo de destituição caso isso não aconteça.

Toda esta situação ocorre a duas semanas da passagem de testemunho de Donald Trump para Joe Biden, mas ameaça ser o episódio mais negro de uma presidência conturbada.

A invasão ao Capitólio acabou por resultar em mais de 60 detidos e em quatro mortes. Muitos congressistas tiveram de se barricar para se protegerem dos manifestantes. Muitos políticos estão a atribuir a Donald Trump a responsabilidade no incitamento dos protestos.

António Guimarães