O partido conservador Nova Democarcia (ND), liderado por Kyriakos Mitsotakis, venceu com “larga” vantagem as eleições legislativas de hoje na Grécia, face à esquerda do primeiro-ministro cessante, Alexis Tsipras, segundo uma sondagem à boca das urnas.

De acordo com esta sondagem, Kyriakos Mitsotakis, de 51 anos, venceu as eleições com 40% dos votos face ao seu principal adversário, que não terá ultrapassado os 28,5%, marcando, assim, a rutura com os partidos tradicionais na Grécia, após quatro anos no poder de Alexis Tsipras, criticado por ter "traído" os seus eleitores ao prosseguir com a política de austeridade.

A confirnarem-se estes resultados, Mitsotaki poderá mesmo chegar à maioria absoluta no parlamento; seria a primeira vez que um partido consegue uma maioria absoluta desde 2009 e é o resultado mais alto de um partido de centro-direita desde 2007, antes da crise na Grécia.

O Movimento Pela Mudança, antigo Pasok,  é terceiro, com seis a oito por cento dos votos. O antigo ministro das finanças grego, Yanis Varoufakis, consegue três a cinco por cento dos votos e deverá ser eleito para o parlamento. O partido ultranacionalista e de extrema-direita Aurora Dourada deverá falhar a eleição de deputados, uma vez que deverá ficar abaixo dos três por cento necessários para conseguir representação parlamentar.