A subida nas intenções de voto do candidato Fernando Haddad, que substitui Lula da Silva como candidato nas presidenciais do Brasil, mostra uma polarização da esquerda com a extrema-direita representada por Jair Bolsonaro.

Uma sondagem divulgada esta segunda-feira pela Confederação Nacional Dos Transportes (CNT/MTA) coloca Jair Bolsonaro (28,2%) na liderança das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad (17,6%), Ciro Gomes (10,8%) e Geraldo Alckmin (6,1%).

Segundo o levantamento, "o cenário atual mostra tendência de nova polarização entre esquerda e direita, dessa vez representadas pelos candidatos Jair Bolsonaro (Partido Social Liberal - PSL) e Fernando Haddad (Partido dos Trabalhadores - PT)", referem os autores.

Lançado candidato há pouco mais de duas semanas depois a candidatura do ex-Presidente Lula da Silva ter sido negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 13,1% dos eleitores disseram que Fernando Haddad é o único candidato em quem votariam e 27,2% afirmaram que ele é um candidato em quem poderiam votar.

Já 47,1% recusam votar em Haddad, seja qual for o cenário.

O levantamento da CNT/MTA também informou que 23% dos eleitores disseram que Jair Bolsonaro, líder das presidenciais brasileiras, é o único candidato em quem votariam, 19,9% alegaram que poderiam votar nele, enquanto 51% recusam dar-lhe o voto em qualquer cenário.

Segunda volta

Na avaliação que contempla um cenário de segunda volta entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, o candidato de extrema-direita venceria a corrida com 39% dos votos enquanto Fernando Haddad teria 35,7%

A pesquisa CNT/MTA entrevistou entre os dias 12 e 15 de setembro 2.002 pessoas em 137 cidades nas cinco regiões do Brasil e tem uma margem de erro de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

A subida de Haddad já havia sido visível numa outra sondagem divulgada na última sexta-feira pelo Instituto Datafolha em que o candidato do PT passou de 9% das intenções de voto para 13%, empatando em segundo lugar com o candidato Ciro Gomes, também com 13% dos votos e é candidato pelo Partido Democrático Brasileiro (PDT).

Nesta pesquisa, Jair Bolsonaro também apareceu como líder com 26% das intenções de voto, registando uma subida de 2%.

A primeira volta das eleições presidenciais do Brasil, uma das mais disputadas dos últimos anos, acontecerá no próximo dia 7 de outubro. Já a segunda volta está marcada para o dia 28 do mesmo mês.