Caitlyn Jenner, ex-vencedora da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos e ativista transgênero, anunciou esta sexta-feira que entrou na corrida para ser a próxima governadora do estado norte-americano da Califórnia.

Jenner, de 71 anos, vai concorrer pelo partido republicano contra o atual governador, Gavin Newsom, cujas medidas considera “excessivamente restritivas” e que resultaram na "devastação dos pequenos negócios” e privou as crianças da aprendizagem nas escolas.

Os californianos querem melhor e merecem melhor do seu governo”, declarou Jenner numa publicação nas redes sociais.

A ativista, que também é conhecida pelo seu casamento com Kris Kardashian, estrela do reality show “Keeping Up with the Kardashians” e mãe das famosas irmãs, acredita ser a única pessoa capaz por um ponto final ao mandato “desastroso” do governador.

Eu sou uma vencedora comprovada e a única pessoa de fora que pode pôr um fim ao período desastroso de Gavin Newsom enquanto governador”, frisou.

O esforço para tirar Newsom do poder começou em fevereiro de 2020, liderado por um grupo conservador chamado de California Patriot Coalition. A campanha ganhou ainda mais força à medida que o governador foi implementado medidas restritivas para combater a pandemia de covid-19.

Outros republicanos envolvidos na corrida incluem o mayor de San Diego, Kevin Faulconer, o empresário John Cox ou o antigo membro do Congresso Doug Ose.