O candidato da oposição socialista búlgara Roumen Radev lidera a primeira volta das eleições presidenciais, frente à candidata apoiada pelo Governo, de acordo com os primeiros resultados oficiais publicados esta segunda-feira.

O general Radev, antigo comandante da Força Aérea favorável a melhores relações com Moscovo, obteve 25,67% dos votos contra 22,02% para a presidente do parlamento, Tsetska Tsacheva, indicou a comissão eleitoral depois de terem sido contabilizados mais de dois terços dos votos.

De acordo com a AFP, aproximadamente 6,8 milhões de eleitores foram chamados às urnas para eleger o novo chefe de Estado entre 21 candidatos, um número recorde na história do país.

Na Bulgária, o país mais pobre dos 28 estados do bloco europeu, onde o salário médio ronda 380 euros, o debate eleitoral esteve centrado na crise migratória e nas relações com a Rússia.

A Bulgária tem sido historicamente próxima da Rússia e os dois principais candidatos prometeram manter os compromissos com a União Europeia e a NATO e conservar, ao mesmo tempo, laços amistosos com Moscovo.

Redação / AR