O presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Juan Pablo Pozo, confirmou esta terça-feira o triunfo do candidato oficial Lenín Moreno nas eleições presidenciais do passado domingo. Vai assim suceder a Rafael Correa, no poder desde 2007.

Em declarações a uma cadeia televisiva do país, Pozo revelou que Moreno, do movimento Aliança País (AP, Patria Altiva e Soberana, esquerda) obteve 51,16%, quando estavam escrutinados 99,65% dos sufrágios.

Após a eleição, o candidato derrotado, o conservador Guillermo Lasso, acusara a existência de fraudes no processo.