“Não existiu qualquer inconveniente a não ser agora, com um incidente particularmente delicado” protagonizado por “ex-Presidentes desempregados e que não nada que fazer nos seus países”, disse Cabello.

“Revogámos as credenciais de observadores políticos e comunicaremos com as autoridades competentes para que tomem as medidas necessárias”, disse a presidente da CNE, Tibisay Lucena.




Venezuela foi este domingo a votos





denunciou este domingo uma “guerra suja”