O antigo primeiro-ministro francês, François Fillon, venceu as primárias do Partido Republicano deste domingo e tornou-se o candidato da direita às presidenciais do próximo ano.

Com 9.915 votos apurados, de um total de 10.229, Fillon conseguiu 66,5%, larga vantagem para o seu adversário Alain Juppé, o presidente da Câmara de Bordéus, que ficou nos 33,5%.

Juppé, 71 anos, já aceitou a derrota e declarou apoio ao seu adversário das primárias nas presidenciais.

Vencedor inesperado da primeira volta das primárias da direita francesa, Fillon, 62 anos, apresenta-se com um programa ultra liberal na economia e conservador nas questões da sociedade. Este católico assumido é ainda um adepto de uma terapia de choque com acentos “thatcherianos” para “desestatizar” a França.

As eleições francesas realizam-se em duas voltas, em abril e maio do próximo ano.

Redação