O voto dos ucranianos nas eleições do próximo domingo deve refletir o descontentamento dos cidadãos com a situação política do país, depois de décadas de corrupção e cinco anos de guerra, avança a agência Reuters.

Isso porque quem lidera a corrida eleitoral presidencial é Volodymyr Zelenskiy, um comediante de 41 anos que ganhou notoriedade ao fazer o papel de um humilde professor de história que se torna presidente da Ucrânia. Na série de TV Servo do Povo, a sua personagem denuncia a corrupção e derrota oligarcas que querem manipulá-lo. Por sinal, o nome do partido de Zelenskiy é “Servo do Povo”, o mesmo da popular sitcom.

De acordo com uma pesquisa de opinião do Centro de Investigações Sociais e de Marketing (SOCIS, em ucraniano) publicada esta quarta-feira, Zelenskiy chega a 24,6% de intenções de voto. O segundo colocado é o atual presidente Petro Poroshenko, que tem 14,8%. A líder da oposição e ex-primeira ministra Yulia Tymoshenko está em terceiro lugar, com 8,7%.

As eleições ucranianas têm 39 candidatos inscritos. Se nenhum deles tiver mais da metade dos votos, os dois primeiros enfrentam-se na segunda volta das presidenciais. De acordo com a pesquisa do SOCIS divulgada hoje, Zelenskiy também lidera a segunda volta, com 28,5% dos votos, contra 25,7% de Poroshenko, e 12,7% para Tymoshenko. 

O SOCIS ouviu 2 mil pessoas entre 20 a 25 de março em todas as regiões do país, exceto a Crimeia, que foi anexada à Rússia há cinco anos por Vladimir Putin.