blogger

“Eu preciso de fazer isto por mim e pelos meus filhos e alertar outras mulheres”, disse, depois de afirmar que teve dúvidas se deveria ou não publicar o vídeo, por temer pela sua vida e pela vida dos filhos.




stress

“Amava tanto o meu marido que o perdoei e decidi dar-lhe outra oportunidade”, confessou Emma. Mas a relação tornou a deteriorar-se ao descobrir que o marido o tinha feito novamente.





“No último ano e meio tenho ouvido que sou paranoica, psicopata, maluca e que as minhas inseguranças me vão matar um dia”, afirmou. “Finalmente percebi que isto não é aceitável. Nenhum homem tem o direito de bater a uma mulher e, se alguém passou pelo que eu estou a passar, tem de encontrar a coragem para e sair de uma relação que não é saudável”.