Uma avaria na rede eléctrica europeia causou, neste sábado, “apagões” parciais em vários países e em Portugal houve falhas de mais de 30 minutos na electricidade de Norte a Sul do país e no serviço de emergência 112.

Os cortes de energia afetaram centenas de milhar de pessoas em diversas regiões de França, Espanha e Portugal e tiveram origem, segundo a Rede Elétrica espanhola, num incidente com um hidroavião, em território francês, “provocando a desconexão temporal da península ibérica” à rede europeia.

Contudo,  a francesa Rede de Transmissão de Energia Elétrica (RTE) aponta a responsabilidade do sucedido a um incêndio que queimou 500 hectares de vegetação no sudoeste da França.

Devido aos incêndios no Aude, a linha de muito alta tensão (entre Perpignan e o oeste de Narbonne) sofreu um problema técnico e foi desligada” a meio da tarde, informou a RTE, num comunicado, referindo-se aos incêndios na montanha de Alaric, no sudoeste francês.

De acordo com o comunicado, os fluxos de eletricidade foram então transferidos para as linhas nos Pirenéus ocidentais, criando uma sobrecarga que causou cortes de energia em França, que acabaram por afetar as redes espanhola e portuguesa, desligando a Península Ibérica da rede elétrica europeia, explicou empresa que faz a gestão das redes de alta tensão.

Assim, foram cortados 2.350 MW de eletricidade em Espanha e cerca de 1.000 MW em Portugal”, explica o comunicado, que acrescenta que, a partir do final da tarde, “a maior parte dos lares espanhóis e portugueses foram gradualmente reabastecidos”.

Em Portugal, o problema no fornecimento de energia afetou vários concelhos portugueses, de Norte a Sul, cerca das 16:00.

Os cortes afetaram igualmente o serviço 112, que ficou sem funcionar, em alguns distritos do país, estando já a operar plenamente.

/ NM