Éric Drouet, um dos instigadores do movimento dos coletes amarelos, volta a enfrentar a justiça. Esta quarta-feira à noite foi preso na Rue Royale (VIII Arrondissement) e depois colocado sob custódia devido à "organização de uma manifestação sem aviso prévio", segundo o procurador de Paris, citado pelo jornal Le Figaro.

Mas afinal que é este motorista de 33 anos, morador em Melun, Seine-et-Marne?

Desde que surgiu na BF TV, que Drouet ficou conotado como um dos rostos do movimento ao desafiar as autoridades. Desde o bloqueio que pediu, 17 de novembro, para protestar contra o aumento do imposto sobre os combustíveis, que o jovem não perde uma manifestação nos Champs-Elysées, em Paris. Muito ativo nas redes sociais, Éric Drouet multiplica os seus discursos através de Facebook Live, incluindo a transmissão do grupo La France angry !!!, que agora conta com quase 300.000 membros.

Designado entre os oito porta-vozes do movimento de coletes amarelos, Eric Drouet foi duas vezes convidado pelo executivo a apresentar o que reivindicava. Foi recebido por François de Rugy, no final de novembro, no Ministério da Transição Ecológica, mas recusou a mão do primeiro-ministro, Edouard Philippe, por "nenhuma delegação ainda ter o papel de representar os coletes amarelos", disse no Facebook.

No dia 22 de dezembro, durante o sexto dia da manifestação, Éric Drouet, que carregava uma vara de madeira, foi preso perto da Place de la Madeleine. Colocado sob custódia, foi libertado no dia seguinte, permanecendo sob supervisão judicial por "porte de arma proibida da categoria D" e "participação em grupo formado para a violência."

Esta quarta-feira à noite, dia 3 de janeiro, de acordo com uma fonte policial, o polémico líder do movimento foi preso a caminho dos Champs-Elysées, onde tinha pedido que outros membros do coletes amarelos se reunissem.

Antes o motorista de Melun (Seine-et-Marne) divulgou um vídeo no Facebook para por em marcha mais uma "ação" na famosa artéria parisiense. "Hoje à noite, não faremos uma grande ação, mas queremos chocar a opinião pública. Eu não sei se haverá mais gente connosco nos Champs [...] Vamos todos sem coletes", disse.

Por volta das 19:00, algumas dezenas de pessoas reuniram-se em frente ao McDonald's nos Champs-Elysées, perto do Arco do Triunfo, e esperaram por Éric Drouet, sem usarem os coletes, disse um jornalista da AFP, citado pelo mesmo jornal francês. Além de Drouet, outros coletes amarelos foram presos para verificação de identidade, disseram as autoridades.

Éric Drouet pode enfrentar seis meses de prisão e 7.500 euros em multas, segundo a BF TV.

/ ALM