Mais de mil ossadas com cerca de três mil anos foram encontradas durante escavações arqueológicas realizadas em Roc de les Orenetes, em Espanha, revelou o jornal espanhol El Periódico.

Entre eles, destacam-se fragmentos de uma dúzia de crianças, como mandíbulas com dentes de leite, em estado “excecional” de conservação.

"Até os restos mais frágeis foram preservados intactos e todos os elementos do corpo estão lá”, disse Carles Tornero, investigador  do Instituto Catalão de Paleoecologia Humana e Evolução Social  (IPHES) e  co-responsável das escavações.

Agora serão feitas análises a todos os ossos descobertos, as quais fornecerão valiosas informações sobre patologias e condições de vida, bem como as causas de morte mais comuns há três mil anos.

Nas escavações foram ainda encontrados restos de objetos de rituais fúnebres, como fragmentos de peças de cerâmica e pontas de flechas.

Lara Ferin