O flanco norte do vulcão que entrou em erupção a 19 de setembro em La Palma desabou na tarde deste sábado, segundo o Instituto Vulcão das Ilhas Canárias, que divulgou imagens do colapso em suas redes sociais.

 

A atividade do vulcão Cumbre Vieja tinha aumentado na noite de sexta-feira. Na zona norte, aconteceram vários deslizamentos durante a madrugada e o dia de sábado que fizeram com que a lava se espalhasse em várias direções. 

A ruptura deste flanco gerou três fluxos, conforme explicou ao El Pais o porta-voz da comissão técnica, Miguel Ángel Morcuende. "Os fluxos do norte estão a mover-se muito rapidamente", confirmaram ao jornal fontes do IGME - Instituto Geológico e de Minas de Espanha, que está a monitorizar a situação.

A gravidade dos estragos provocados pelo vulcão continua a aumentar. São já cerca de 500 hectares e 1.281 prédios destruídos e quase 40 quilómetros de estrada inutilizada. Mas a qualidade do ar melhorou e o aeroporto de La Palma está novamente a funcionar normalmente. 

Redação / MJC