A Comunidade de Madrid anunciou esta sexta-feira que está a colaborar com o município de Majadahonda para construir mais uma morgue improvisada na região da capital espanhola. A medida visa fazer face aos vários óbitos que se têm registado naquela zona, devido à pandemia Covid-19, que em Espanha já matou 10.935 pessoas.

A nova morgue terá lugar na pista de gelo daquela autarquia, que funciona como uma zona suburbana de Madrid. Será a terceira morgue improvisada, depois de este tipo de serviço já se encontrar a funcionar no Palácio do Gelo de Madrid e também na Cidade de Justiça.

Esta medida torna-se necessária devido à incapacidade dos serviços funerários em conseguir responder à procura, até porque a região de Madrid é a mais afetada do país. Um dos objetivos passa por aliviar os hospitais, que têm retido vários corpos nos seus serviços, uma vez que não têm local para onde os enviar, revela o El País.

A pista de gelo de Majadahonda, que está encerrada desde o dia 13 de março, tem uma superfície com cerca de 1.800 metros quadrados, e a ideia passa por adaptar o espaço às necessidades dos serviços.

A informação foi posteriormente confirmada ao El País pelo autarca da cidade, José Luis Álvarez Ustarroz: "Estamos perante uma situação extraordinária, de grandes dimensões. O prioritário agora é facilitar o trabalho dos serviços funerários e mitigar a dor das famílias e a situação dos hospitais da região".

António Guimarães