Miriam Vallejo, uma espanhola de 25 anos, foi apunhalada com vários golpes na quarta-feira à noite, quando passeava os cães, num caminho que une Villanueva de la Torre e Meco, em Madrid. O cadáver foi encontrado por dois jovens que corriam na zona.

Segundo as suspeitas dos investigadores, a jovem terá sido atacada por, pelo menos, duas pessoas que, depois de matarem a mulher, fugiram de carro. Continuam a monte, segundo o El Mundo.

As autoridades, que passaram mais de 12 horas no local a recolher provas, depois de terem recebido a denúncia cerca das 21:00 horas, investigam a possibilidade de se ter tratado de um homicídio numa tentativa de agressão sexual.

Quando o corpo foi encontrado estava ensanguentado, sem algumas peças de roupa e com os dois cães ao lado.

Esta quinta-feira as autoridades descartaram a possibilidade de se ter tratado de violência doméstica. A jovem não estava num relacionamento e não tinha apresentado queixas de maus-tratos.

Os agentes do departamento de Homicídios da Guardia Civil espanhola encontraram, numa bomba de gasolina em Villanueva de la Torre, uma camisa com manchas, que levaram para análise.

Miriam vivia desde outubro naquela região com uma amiga, mas era natural de Alovera, onde ainda residem os pais e onde trabalhava.