Um homem suíço foi detido esta quinta-feira na Catalunha, Espanha, depois de conduzir 30 km em contramão na autoestrada com um homem morto no banco do "pendura", informou a polícia.

O homem, de 66 anos, dirigia-se inicialmente de Espanha para França mas, ao encontrar uma operação policial, ao cruzar a fronteira, deu meia volta e começou a conduzir em contramão. Depois de conduzir durante mais de 30 quilómetros, ignorando todos os avisos da polícia, o condutor abandonou a autoestrada e entrou numa estrada local, despistando-se pouco depois, a cerca de 20 km de Girona.

Quando os polícias chegaram ao local encontraram, no banco do passageiro da frente, "o corpo sem vida de um homem de idade avançada", explicou a polícia.

Os investigadores acreditam que o falecido, um homem de 88 anos, estava morto há cerca de três semanas. Segundo a porta-voz da polícia, o corpo era do companheiro do motorista, também suíço, e nele não foram observados "indícios de criminalidade".

A polícia abriu uma investigação para esclarecer os factos e prendeu o motorista, residente em Espanha, como "suposto autor de um crime contra a segurança na estrada". Neste momento ele é apenas acusado de infração das regras de trânsito.

Maria João Caetano