A ministra espanhola da Indústria, Comércio e Turismo, María Reyes Maroto, recebeu esta segunda-feira um envelope com uma navalha ensanguentada.

Segundo noticia o El Periodico, fontes da tutela confirmam ainda que foi aberta uma investigação sobre o envio remetido à sede do Ministério da Indústria de Espanhol.

A carta surge dias depois do ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, da diretora-geral da Guarda Civil, María Gámez, e do líder do Podemos, Pablo Iglesias, terem recebido envelopes com cartuchos de balas no interior e ameaças diretas de morte.

Na carta enviada Fernando Grande- Marlaska lia-se: "Tem dez dias para renunciar. O tempo de rir de nós acabou. Polícia Nacional. Guarda Civil. O vosso tempo está a acabar"

As ameaças terão tido origem na extrema-direita. As autoridades espanholas afirmam que já reforçaram a segurança do ministro do Interior.

Rafaela Laja