É um crime que tem estado a chocar a Espanha. Tomás Gimeno, o homem procurado desde a noite de terça-feira pela Guarda Civil depois de não devolver as filhas de um e seis anos à ex-mulher, enviou uma mensagem perturbadora à antiga esposa, na última vez em que se falaram.

"Não vais voltar a vê-las", terá dito Gimeno na noite da última terça-feira, pouco antes da hora em que era suposto ter devolvido as filhas à ex-mulher.

A Guarda Civil implantou uma intensa operação de buscas em Tenerife na terça-feira para tentar identificar o suspeito.

Os agentes estão a concentrar agora as atenções num barco em que, aparentemente, Tomás carregou as meninas e partiu para o alto mar, na costa de Güimar. Os investigadores encontraram o barco à deriva e sem ninguém dentro. Ademais, encontraram o carro de Tomás no porto, segundo o jornal El Mundo, que cita fontes ligadas à investigação.

Uma equipa de mergulhadores também foi mobilizada, já que o local onde o barco foi encontrado é repleto de íngremes cavernas subterrâneas. Um avião de resgate marítimo também está a participar nas buscas..

A polícia considera o desaparecimento de alto risco. O casal separou-se em dezembro passado e a ex-mulher de Tomás já havia admitido que o suspeito a tinha ameaçado verbalmente.

Em março, os agentes da Guarda Civil entraram em contato com a mulher e perguntaram se as ameaças se tinham repetido. Ela disse que não.

Desde então, o ex-casal não registou nenhum episódio de agressões ou violência. Nesta terça-feira, Tomás estava obrigado a devolver à ex-mulher as filhas, depois de passar a tarde com elas, mas não o fez.

Na mesma noite, a mãe das crianças avançou com uma queixa, sublinhando que Tomás tinha ligado para ela duas vezes, com expressões que não lhe fizeram sentido na altura. Em um dos telefonemas, o suspeito disse: "Tu não vais ver (as meninas) de novo", garantiu a mulher à polícia.

Quando as filhas não regressaram a casa, a mulher finalmente entendeu o significado daquilo que Tomás disse na chamada, “as mensagens poderiam ser um adeus”, afirmou à Guarda Civil.

Os agentes já recolheram depoimentos de familiares e de pessoas próximas do ex-casal para tentar encontrar o possível paradeiro das meninas.

A investigação centra-se agora na reconstrução das horas após o telefonema de Tomás para sua ex-mulher, sendo que a Guarda Civil está a verificar todas as câmeras de segurança do porto, avança a imprensa espanhola.