Subiu para quatro mil o número de pessoas que foram retiradas de casa no centro da ilha de Gran Canária, devido a um incêndio de grande dimensão, avança o El Mundo.

De acordo com o conselheiro das Administrações Públicas, Justiça e Segurança da ilha, Julio Pérez, este é o terceiro maior incêndio registado, nos últimos oito dias, na ilha situada no oceano Atlântico.

No sábado, tinham sido já deslocadas duas mil pessoas. Em conferência de imprensa ao fim da noite de sábado, Pérez afirmou ser difícil fazer uma previsão sobre a evolução do fogo durante as próximas horas, e alertou que a noite poderia ser complicada, o que se viria a confirmar. Este domingo, o fogo continua a lavrar descontrolado e as chamas estão a ser combatidas por cerca de 700 operacionais e dez meios aéreos.

No sábado, a temperatura máxima rondou os 40ºC, com rajadas de vento forte.