A Polícia Nacional espanhola deteve, esta segunda-feira, o jovem que agrediu um enfermeiro, na última quinta-feira, no Metro de Madrid. A vítima acabou por perder a visão na sequência do forte golpe que recebeu na região ocular.

A agressão ocorreu depois de o profissional de saúde ter pedido ao jovem que colocasse a máscara. O vídeo da agressão rapidamente se tornou viral nas redes sociais.

As testemunhas acrescentaram que, antes de abandonar a carruagem, o agressor terá gritado para a vítima: “Espero que morras”.

O arguido é de nacionalidade colombiana, tem 19 anos e vários antecedentes criminais por furtos e roubos, na região de Alicantes e Mallorca, já tendo sido visado em vários mandados de busca.

O jovem está acusado do crime ofensa à integridade física qualificada agravada pelos ferimentos provocados na vítima.

As autoridades espanholas realizaram várias buscas ao longo desta segunda-feira e acabaram por deter o suspeito durante a tarde perto da habitação em que vivia, em Villaverde.

De acordo com a Polícia Nacional, o jovem estaria a tentar recolher os seus bens pessoais para se colocar em fuga. O agressor já tinha pintado o cabelo de vermelho e retirado os brincos que costumava usar para que não fosse reconhecido. A força de segurança acabou por partilhar um vídeo do momento da captura.

Após a agressão, o profissional de saúde foi assistido ainda no local e transportado para o Hospital 12 de Octubre, onde a própria vítima trabalha.

O enfermeiro acabou por ser operado no dia seguinte à agressão, sexta-feira, tendo perdido a visão num dos olhos. No domingo, acabou por ter alta médica e regressar a casa.

Em Espanha, o uso de máscara nos transportes públicos continua a ser obrigatório.

Nuno Mandeiro